Respice, Domine Iesu

Respice, Domine Iesu, ut sciamus nostrum deflere peccatum. Petrus daluit et flevit, quia erravit ut homo. […] Bonae lacrime, quae lavant culpam. Denique quos Iesus respicit plorant. Negavit primo Petrus et non flevit, quia non respexarat Dominus. Negavit secundo: non flevit , quia adhuc non respexarat Dominus. Negavit et tertio: respexit Iesus et ille amarisseme flevit. Respice, Domine Iesu, ut sciamus nostrum deflere peccatum. Unde etiam lapsus sanctorum utilis. Nihil mihi nocuit quod negavit Petrus, profuit quod emendavit. […] Flevit ergo et amarissime Petrus, flevit ut lacrimis suum posset lavare delitum. Et tu si veniam vis mereri, dilue culpam lacrimis tuam.; eodem momento, eodem tempore respicit Christus. Si in aliquo fortassis labaris, quia secretorum tuorum lestis asistit, respicit ut recorderis et fateris errorem. Imitare Petrum decentem alibi tertio: Domine, tu scis quia deligo te. Etenim quia tertio – negaverat, tertio confitetur, sed negavit in nocte, confitetur in die.

 ***

Olha-nos, Senhor Jesus, para que possamos chorar pelo nosso pecado. Pedro entristeceu-se e chorou, pois errou como todos os homens […]. Lagrimas boas, que lavam a culpa. Só choram aqueles para quem Jesus olha. Pedro negou uma primeira vez e não chorou, pois o Senhor não havia olhado para ele. Negou também uma terceira vez: Jesus voltou-se para olhá-lo e ele chorou amargamente. Olha-nos, Senhor Jesus, para que possamos chorar pelo nosso pecado. Por conseguinte, até mesmo a queda dos santos é útil. Para mim, não foi nenhum prejuízo o fato de Pedro ter negado; ao contrário, foi um benefício o fato de ter-se corrigido […].  Então, Pedro chorou, amargamente, chorou para poder lavar com as lágrimas o seu pecado. Tu também, se queres merecer o perdão dilui nas lágrimas a tua culpa, nesse mesmo momento, nesse mesmo tempo Cristo olha pra ti. Se por acaso caíres em algum erro, Ele, por estar perto de ti, por ser testemunha de tuas ações secretas, te olha de modo que te lembres dEle e confesse teu erro. Imita a Pedro, quando, num outro episódio, por três vezess diz: “Senhor, tu sabes que eu te amo”. Já que por três vezes havia negado, por três vezes confessa: negando embora na noite, confessa de dia.

Santo Ambrósio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s